Mambaí: um novo destino turístico desponta em Goiás

August 16, 2017

Saí com minha família em busca de um destino diferente e próximo a Brasília. Estávamos fugindo de lugares já bastante conhecidos como a Chapada dos Veadeiros e Pirenópolis. A ideia principal era explorar outros cantos, tomar um banho de cachoeira, limpar a alma e renovar as energias.

 

O destino escolhido foi o município de Mambaí a 305 quilômetros da capital federal e próximo da divisa de Goiás com a Bahia. Terra de cachoeiras exuberantes, de aventuras de rapel, tirolesa e pêndulo e, ao mesmo tempo, terra de tranquilidade e sossego.

 

Em Mambaí o turismo ainda está engatinhando, mas a cidade já dá sinais de crescimento. O turista encontra logo na entrada da cidade um Centro de Atendimento ao Turista com fotos e informações sobre os atrativos ao redor.

 

Assim como a Chapada anos atrás, não é possível fazer os passeios sem os guias locais. Não há placas de sinalização das atrações e sem os guias os turistas ficam perdidos.

 

Por enquanto, o único local para ir sozinho é a Cachoeira Paraíso do Cerrado. São 12 quilômetros de estrada de asfalto e mais 17 quilômetros de estrada de chão no município vizinho de Damianópolis. O lugar é incrível e a trilha é muito tranquila. São apenas 300 metros de caminhada. Logo na entrada o turista é recebido pelo Ismaylton, filho do seu Silvano, proprietário da fazenda. Gente simples e acolhedora que possui um verdadeiro paraíso no quintal. Apesar da seca de agosto que transformou as árvores em gravetos, lá embaixo, no final da curta caminhada e de uma escadaria íngreme, a cachoeira é deslumbrante e ensolarada boa parte do dia.

 

Na volta da caminhada o turista também pode apreciar um delicioso almoço caseiro preparado com todo cuidado e com os itens produzidos na própria fazenda. O passeio ocupa um dia inteiro. 

https://www.facebook.com/Para%C3%ADso-do-Cerrado-1430509777202565/

 

Outro destino imperdível é a Cachoeira do Alemão. Parece uma praia com chão de areia e água bem rasinha. Ideal para crianças. Pouca estrada de chão e bem próxima à Mambaí. Também conta com o sol como ponto a seu favor.

 

Pude conhecer um pouco o ritmo do local, conhecer as pessoas, conversar com a gente simples e carismática da cidade. Atingi o objetivo inicial de me desligar da cidade apesar de ser fácil o acesso à internet por lá.

 

Para se hospedar indico o Mambaí Inn, uma vila com chalés aconchegantes, cada um representando um país e ótimo café da manhã. Em breve o lugar ainda contará com uma área de camping. http://mambaiinn.webnode.com/

 

Para comer tem o Churrasquinho do Lôro que serve uma jantinha com feijão tropeiro, mandioca cozida, arroz e vinagrete e também o Totte lanches, uma lanchonete no coreto da praça, pertinho da igreja, com o mesmo modelo de janta no cardápio, além de tapiocas, pastéis e sorvetes. Lá também tem almoço a kilo aos domingos. Agora atenção para o horário de almoço em Mambaí. Lá, o almoço começa às 11h e vai até às 14h. Depois desse horário só se encontra lanche na cidade.

 

Outras atrações:

 

Cachoeira do Funil - a 6 Km de Mambaí com trilha relativamente tranquila. Atrás da cachoeira tem uma caverna. Lá é possível fazer rapel e pêndulo com a ajuda dos guias que levam os equipamentos de segurança.

 

Cachoeira do Poço Azul – é um conjunto de três piscinas naturais transparentes em algumas épocas do ano. O grau de dificuldade da trilha é considerado de médio a difícil.

 

Michelle Maia é jornalista e editora de Se7e Cultura

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

MIB: Homens de Preto - Internacional (Men in Black: International - 2019)

June 18, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

October 10, 2019

Please reload

Arquivo